Sálvia

Sálvia

Salvia Officinalis

Uma “sálvia” de palmas para a feiticeira felpuda predileta dos magos e boticários da Grécia Antiga. Seu caldeirão borbulha em um conjunto mágico de flavonoides calmantes e protetores para o corpo.

Suas deslumbrantes inflorescências azuis-violáceas apontam para o céu como varinhas de condão, atraindo importantes polinizadores, como borboletas, abelhas e colibris. Ela não é apenas bruxaria, mas também uma importante personagem na ecodiversidade.

Evocativa e com vários abracadabras na manga, a perene erva depura o sangue e tem propriedades antissépticas e antioxidantes poderosas para enriquecer as poções cosméticas mais nobres. Seu aroma pungente e gramíneo afasta as ansiedades e traz uma sensação de pureza e conforto para as almas mais inquietas.