A discussão sobre cosméticos naturais versus cosméticos químicos é muito debatida. Contudo, ainda que existam diferentes pontos de vista em meio à discussão, raramente vemos um lado que defenda o uso dos cosméticos sintéticos/químicos.

Para contextualizar a explicação, vamos esclarecer o que é o quê!

  • O que são cosméticos naturais?

Os cosméticos naturais são produtos de beleza produzidos sem a adição de substâncias químicas (artificiais) em suas fórmulas. São compostos por ingredientes ecológicos, extraídos da natureza, como flores, frutas, plantas e ervas. Esses ingredientes podem ser encontrados de diversas maneiras nos cosméticos, como óleos concentrados, que fornecem um potente resultado para aquilo que buscamos, por exemplo: hidratação, brilho, firmeza etc.

É importante frisar que os cosméticos naturais são formulados por meio de reações químicas que dão vida e ativam as fórmulas, unindo as propriedades de cada ingrediente. Contudo, são 100% isentas de qualquer tipo de substância química, como silicones, sulfatos, parabenos, corantes, perfumes entre outros.

  • O que são cosméticos orgânicos?

Cosméticos orgânicos são completamente naturais, sem adição de substâncias químicas, porém, produzidos com ingredientes cultivados de maneira diferente dos demais, isto é, sem o uso de inseticidas/venenos para espantar pragas durante o plantio. Cosméticos naturais podem não ser orgânicos, mas cosméticos orgânicos são necessariamente naturais.

  • Entrando na fauna: o que são os cosméticos veganos?

Os cosméticos veganos se diferenciam na garantia de componentes que não tenham procedência animal. Portanto, nenhum ingrediente é derivado ou extraído de qualquer animal que seja. As empresas nacionais e internacionais que garantem a certificação de produtos veganos, também exigem que os produtos veganos sejam cruelty-free (termo usado para se referir a não-testagem de produtos em animais). Mas entenda: produtos veganos são exclusivamente sem ingredientes de origem animal, o que não necessariamente significa que seja um cosmético natural. Um produto completamente sintético, mas que não possui nada de origem animal e que não realizou testes em animais, pode ser considerado como vegano.

  • O que são os cosméticos Cruelty-Free?

Ainda no âmbito do mundo animal, como já mencionado anteriormente, os produtos cruelty-free (livre de crueldade) são aqueles que não realizam qualquer tipo de testes em animais. Ainda hoje, infelizmente, é muito comum a prática de marcas que realizam seus testes em bichinhos presos em laboratórios ou cativeiros. Essa exploração vem sendo cada vez mais rechaçada pelos consumidores que tendem a optar pelas marcas que garantem o selo de Cruelty-Free.

Lembrando que os produtos livres de crueldade animal não necessariamente são veganos, orgânicos ou naturais. Qualquer cosmético, ainda que 100% formulado sinteticamente, mas que não pratica testagem em animais, é cruelty-free.

 

  • Cosméticos químicos: qual a diferença?

Os cosméticos químicos são aqueles facilmente encontrados em supermercados e perfumarias. São fabricados com substâncias químicas, artificiais, que apesar de oferecerem resultados, podem também ser nocivos à saúde!

Muitas vezes, indicam algum componente ativo natural em seus rótulos, como por exemplo, a babosa, óleo de argan, extrato de flores etc., mas diferente dos produtos naturais, ele será composto por outras substâncias, e com uma quantidade muito baixa de extrato natural. Comumente, esses outros componentes podem ser: parabenos, silicones, óleos minerais, sulfatos, formaldeídos, oxibenzona, ftalatos, triclosan, alumínio, entre outros amplamente utilizados na indústria de cosméticos, há muitos e muitos anos. O uso desses componentes químicos ao longo da vida, pode apresentar efeitos colaterais à saúde, e é por isso que, além dos consumidores, até mesmo a própria indústria da beleza vem tentando combater o uso contínuo dessas substâncias em seus produtos.

  • Os cosméticos naturais são melhores do que os químicos?

Em termos de resultados, não! Para serem inseridos no mercado, todos os produtos são submetidos a testes, que possuem os mesmos protocolos, seguindo os mesmos padrões. Com isso, os resultados devem ser idênticos para serem comercializados, portanto, não se pode afirmar que no quesito RESULTADO, um cosmético natural seja melhor ou pior do que um químico.

Porém, se os consumidores e a indústria estão cada vez mais abrindo mão do uso de determinadas substâncias, é um sinal de que alguma coisa está errada. A tendência dos cosméticos naturais surge pela busca por opções mais saudáveis para nossa saúde, além da necessidade de hábitos de consumo mais sustentáveis, que agridam menos o meio ambiente. Para isso, precisamos lembrar a importância de consumir produtos que sejam verdadeiramente naturais. Para isso, existem órgãos regulamentadores que determinam se uma marca é ou não a favor do verde, como por exemplo o Instituto Biodinâmico (IBD), que garante a procedência do produto final. A AhoAloe garante este certificado, que abrange produtos de qualidade, livres de testes em animais, substâncias transgênicas e químicas, além das embalagens recicláveis. É tudo pensado de verdade, para fazer o bem de verdade!

Estamos vivendo em uma era de grande consciência sobre todos os nossos atos, tentando sermos mais honestos com o mundo e com nós mesmos! Se você ainda tem dúvidas sobre o uso dos cosméticos naturais, pode conferir 5 mitos e verdades sobre os produtos naturais que você precisa saber.

Além disso, acesse a loja da AhoAloe para conhecer todos os benefícios que a natureza pode proporcionar ao seu corpo e sua saúde